• Home
  • Freguesia
  • Heráldica

Heráldica

Brasão: armas - azul, torre quadrada de prata, lavrada de negro, iluminada e aberta de vermelho, com grade de negro na porta e acompanhada em chefe de uma coroa de Nossa Senhora, de ouro; à dextra, de duas chaves postas em aspas, com os patilhões apontados para o chefe, uma de ouro e outra de prata; à sinistra, uma espada cruzada em aspa e fedendo um sabre mourisco, uma e outra com punhos de ouro e lâminas de prata; em ponta, uma meia espiga de milho, folhada, unida e uma meia roda dentada, tudo em ouro. Coroa mural de quatro torres de prata. Listel branco com a palavra a negro "Cesar".


Justificação Simbológica

Chaves: lembram o padroeiro de Cesar, São Pedro.

Coroa da Virgem com Pomba: recordam as Terras de Santa Maria e a paz.

Espadas Terçadas: significam a batal que aqui houve em 1035.

Torre: símbolo de antiguidade e terra honrada.

Espiga e Rocha Dentada: representam a atividade agrícola e industrial.

Cores azul, branco e vermelho: são as tradicionais da heráldica das Terras de Santa Maria.


Bandeira: esquartelada de vermelho e branco. Cordões e borlas de prata e vermelho. Haste e lança de ouro.

Selo: circular, com as peças do brasão, sem indicação das cores e metais, tudo envolvido por dois círculos concêntricos, entre os quais corre a legenda "Junta de Freguesia de Cesar".

Parecer emitido a 16 de março de 1987 pela Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses e que foi estabelecido nos termos da Lei n.º 53/91, de 7 de agosto, publicado no Diário da República III Série, n.º 102 de 5 de maio de 1987.



Bookmakers bonuses with gbetting.co.uk click here